Loading...

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Presidente do Mário Gatti vem à Câmara para explicar assistência religiosa .

Presidente  do Mário Gatti vem à Câmara para explicar assistência religiosa
Ver. Professor Alberto (DEM)

Por iniciativa do vereador Professor Alberto (DEM), a primeira parte da reunião da próxima segunda-feira (09/05), às 17h, no Plenário da Câmara Municipal de Campinas, será para que o presidente do Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, Salvador Affonso, esclareça sobre as novas regras e recomendações para os voluntários que prestam serviços ecumênicos na unidade hospitalar.
Na Ordem de Serviço 003/2010, publicada no Diário Oficial do Município dia 07 de outubro de 2010, foi criado um grupo gestor para coordenar o voluntariado no hospital. No mesmo documento, esse grupo passou a interferir no que diz respeito ao “Estatuto do Conselho Ecumênico” do Hospital Mário Gatti, instituído pela Resolução 11 de 23 de abril de 2003, o qual dá autonomia nos assuntos relativos aos serviços de apoio espiritual.
Uma das mudanças é a instituição de um dia pré-determinado para que os representantes das religiões façam o plantão de atendimento a quem queira um aconselhamento. Assim, o religioso deve ficar na capela do hospital aguardando ser procurado por um paciente, inviabilizando a visita nos quartos. 
Professor Alberto acredita que esta normativa é prejudicial. "Tivemos que  tomar essa atitude, pois esse serviço, que é prestado há cerca de 20 anos no hospital, corre o risco de ter grandes mudanças que podem prejudicar o trabalho dos voluntários que muitas vezes ajudam na recuperação do paciente e apoio às famílias”, avalia o vereador.
A Constituição Federal, no art. 5º, parágrafo VII, garante a assistência religiosa às pessoas nas entidades civis e militares de internação coletiva.

Texto e foto: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Campinas

Nenhum comentário:

Postar um comentário